banfil1.gif (18740 bytes)

personag_1.gif (1812 bytes) Harry Potter e a Pedra Filosofal

harrypotter.jpg (8966 bytes)O pequeno DANIEL RADCLIFFE (Harry Potter), de 11 anos, ganhou o papel para o qual, definitivamente, nasceu, depois de concorrer com milhares de outros meninos. O diretor Chris Columbus atesta: "Dan entrou na sala e, imediatamente, todos nós sentimos que havíamos encontrado o Harry."

A primeira vez que vimos Daniel foi na tela pequena, em dezembro de 1999, quando fez David Copperfield pequeno, na produção da BBC, David Copperfield. O drama, dirigido por Simon Curtis, também foi estrelado por Maggie Smith e Zoë Wanamaker, que agora aparecem ao seu lado na pele da Professora McGonagall e Madame Hooch em Harry Potter e a Pedra Filosofal.

Antes de começar as filmagens de Harry Potter e a Pedra Filosofal, Daniel estreou no cinema como o filho de Jamie Lee Curtis e Geoffrey Rush em O Alfaiate do Panamá, de John Boorman.
Além de ser torcedor do Fulham Football Club, o jovem ator é fã ~'de carteirinha" da World Wrestling Federation (N.T.: campeonatos de luta livre transmitidos pela TV americana) e das Corridas de Fórmula 1.

weasley.jpg (11031 bytes)O novato RUPERT GRINT (Rony Weasley) tem 12 anos e é o mais velho de cinco irmãos. Ele atuou em produções escolares com grupos de teatro local. Seus papéis mais recentes incluem o do gângster Rooster, em Annie, e uma produção de Peter Pan. Na escola, fez Rumplestiltskin em The Grimm Tales e foi o Mystic Me num show de talentos.

Rupert fez o teste para o papel de Rony Weasley em Harry Potter e a Pedra Filosofal depois de ouvir o pedido do diretor de elenco no programa da BBC Newsround.

hermione.jpg (7738 bytes)Harry Potter e a Pedra Filosofal marca a estréia da pequena EMMA WATSON (Hermione Granger), de dez anos, no mundo da interpretação profissional, apesar de sua habilidade natural ter sido evidenciada mais cedo em atuações muito elogiadas em várias produções escolares.

Contudo, seu talento chamou a atenção em peças escolares na França. Quando tinha sete anos, ela ganhou o principal prêmio da Competição de Recital de Poesia Daisy Pratt Poetry em sua escola. Em seguida, fez o papel de Morgan La Fay na produção escolar de Arthur: the Young Years e, depois, um dos papéis principais em The Happy Prince.

Emma joga hóquei e rounders e gosta de participar de todos os tipos de atividades escolares, incluindo cantar no ônibus escolar!

TOM FELTON (Draco Malfoy), de 13 anos, atua profissionalmente há seis anos e foi visto pela primeira vez na tela grande em 1996 no papel de Peagreen em Os Pequeninos, de Peter Hewitt. Recentemente, fez o filho de Jodie Foster, Louis, em Anna e o Rei.

Ele também apareceu em duas séries cotadas da televisão do Reino Unido: Bugs, onde fez o papel de James, e Second Sight, onde contracenou com Clive Owen na pele de Thomas Ingham. Além disso, estrelou duas peças da BBC Radio 4: no papel de Ioeth, em The Wizard of Earthsea, e como Hercule, em Here's to Everyone.

Tom chamou a atenção do público pela primeira vez em 1995, quando apareceu em vários comerciais de TV. Além de talentoso ator, também é ótimo cantor.

É membro de quatro coros da escola e da igreja e foi convidado para participar do Guildford Cathedral Choir. É também um esportista. Gosta de futebol americano, patinação no gelo, patins, basquete, críquete, natação e tênis.

HARRY MELLING (Duda Dursley) tem 12 anos. Duda é o seu primeiro papel profissional, embora seu talento e paixão pela interpretação já fossem evidentes aos quatro anos de idade, quando apresentava shows para a sua família. Aos cinco, ele já tinha aulas aos sábados pela manhã na The Sue Nieto Theatre School. Aos nove, tornou se membro do Millfield Theatre Youth Drama Group e apareceu nos musicais originais de Robert Hyman House e Y3K.

Não é surpresa o fato de a interpretação ser sua grande paixão, pois ela está em seus genes. Seu avô foi Patrick Troughton, famoso pelo papel do Dr. Who; seu tio é David Troughton, ator do Royal Shakespeare Company (RSC); e seu outro tio é Michael Troughton, famoso pelo papel de Piers Fletcher Dervish em The New Statesman. Seu primo, Sam, acaba de iniciar a carreira com o RSC; sua mãe é ilustradora e seu pai (também ilustrador) trabalhou em filmes de animação.

Além do seu amor pelo teatro e pelo cinema, Harry gosta de tocar bateria, de assistir o WWF além de ser fã de futebol, principalmente do Manchester United.

DAVID BRADLEY (Sr. Filch) é um ator de estatura incomparável. Ele é um dos artistas mais distintos e respeitados do Reino Unido e membro antigo da Royal Shakespeare Company e do Royal National Theatre.

Em 1990, Bradley ganhou o prêmio Laurence Olivier de Melhor Ator Coadjuvante na pele do Bobo, em Rei Lear, no National Theatre. Três anos depois, ganhou o prêmio Clarence Derwent de Melhor Ator Coadjuvante pelos papéis de Polonius, em Ham1et, e de Shallow, em Henry IV PT II, no RSC (com o qual também foi indicado ao Prêmio Laurence Olivier de Melhor Ator Coadjuvante).

Além de sua impecável carreira no teatro, Bradley se destacou no cinema em filmes como O Amor Não Tem Sexo, de Stephen Frears.

JOHN CLEESE (Nick Quase Sem Cabeça) precisa de pouca ou nenhuma apresentação após divertir o mundo por 40 anos como comediante, ator, roteirista, autor, diretor, produtor e, de forma geral, como uma pessoa muito engraçada.

Foi em 1969 e na primeira série de Monty Python's F1ying Circus que Cleese brilhou para a fama. O tipo de humor singular dos Python resultou em três seqüências de sucesso, uma tumê teatral pelo Reino Unido e Canadá, um show no Theatre Royal, em Drury Lane, e no City Center, Nova York, bem como um show no Hollywood Bowl. O grupo fez seu primeiro filme em 1971 Monty Python E Agora, para Algo Completamente Diferente, seguido dois anos depois de Monty Python em Busca do Cálice Sagrado e, em 1978, de A Vida de Brian.

Em 1975, ele criou algo similar ao que se tornaria um fenômeno mundial: a série de TV Faivlty Towers, seguida de uma segunda série em 1979.

Cleese escreveu, produziu e estrelou Um peixe Chamado Wanda, co estrelado por Kevin Mine, Jamie Lee Curtis e Michael Palin, lançado em 1988. O filme foi indicado ao Oscar, ao Oscar italiano e recebeu uma indicação ao Writers Guild of America de Melhor Roteiro, e Cleese recebeu um Bafta de Melhor Ator, além de o filme também ser indicado ao Bafta de Melhor Roteiro.

Entre os seus outros créditos no cinema também se destacam: Perdidos em Nova York, 007 O Mundo Não É o Bastante, Os bandidos do Tempo, George, o Rei da Floresta, As Aventuras de Erik, o Viking, Frankenstein de Mary Shelley, Ferocidade Máxima e Monty Python Ao Vivo no Hollywood Bowl.

ROBBIE COLTRANE (Rúbeo Hagrid) é um dos atores de cinema e televisão mais prolíficos e respeitados do Reino Unido, com uma carreira de 20 anos repleta de premiações.

Sua ilustre carreira no cinema inclui 26 filmes, como os da série James Bond (participou de 007 O Mundo Não É o Bastante e 007 Contra Goldeneye, onde fez Valentin Zukovsky), Unia Carta de Amor, da Wamer Bros., Henrique V, Absolute Beginners, Mona Lisa e Freiras em Fuga, com o qual ganhou o prêmio The Peter Sellers Award for Comedy durante o Evening Standard British Film Awards de 1991.

Talvez este ator seja mais conhecido pelo papel de Fitz, do seriado de TV elogiado internacionalmente Cracker com o qual conquistou uma grande quantidade de prêmios pela interpretação desse corajoso psicólogo policial.

flitwick.jpg (13520 bytes)A carreira de WARWICK DAVIS (Professor Flitwick) como ator aconteceu simplesmente por acaso. Em 1981, sua avó ouviu um anúncio no rádio pedindo pessoas com menos de 1,22 metro de altura para aparecerem no filme O Retorno de Jedi. Ele fez um pequeno ewok, o Wicket, que se tornou um dos principais personagens do filme.

Em 1984, depois do sucesso de O Retorno de Jedi, Davis fez mais dois filmes com os eivoks para a rede de televisão americana ABC, Caravana da Coragem Uma Aventura Ewok e, em 1985, Battle for Endor. Ele reprisou o papel de Wicket em ambos. Nesse mesmo ano, o ator apareceu junto de David Bowie em Labirinto.

Em 1987, Davis foi chamado ao Elstree Studios, em Londres, para uma reunião com Ron Howard e George Lucas. Eles discutiram um novo projeto, Willow Na Terra da Magia, escrito especialmente para Davis. Essa fantasia épica acabou se tornando um favorito do público família em todo o mundo.

Até esse momento de sua carreira, Davis sempre foi escalado para papéis de "bonzinho". Ao ler o roteiro de O Duende, ele ficou entusiasmado em saber que o protagonista era, na verdade, o cara mau.

O filme recebeu status de cult com fãs em todos os Estados Unidos, resultando em nada mais que quatro seqüências.

Em 1997, após vários trabalhos na TV, o ator foi convidado por George Lucas para retornar à famosa galáxia distante Star Wars Episódio 1 A Ameaça Fantasma. Davis fez nada menos que quatro papéis no filme.

RICHARD GRIFFITHS (Válter Dursley) é um dos atores mais queridos e conhecidos do Reino Unido, um rosto familiar das telas do cinema e da televisão. Ele apareceu em vários filmes nos últimos 20 anos e, talvez, seja mais lembrado por Os Desajustados e, mais recentemente, A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, de Tim Burton.
Outros créditos importantes incluem: Carruagens de Fogo, A Mulher do Tenente Francês, Ghandi, Greystoke: A Lenda de Tarzã, o Rei da Selva, Mistério tio Parque Gorki, Superman 2 e 007 Contra Goldeneye.

dumbledo.jpg (10589 bytes)RICHARD HARRIS (Professor Dumbledore) é, sem sombra de dúvida, uma das maiores lendas das telas do cinema, com mais de 70 filmes importantes em sua lista de créditos e com duas indicações ao Oscar. É, também, produtor, diretor e autor de talento.

Mais recentemente, ele foi muito prestigiado por seu trabalho em Gladiador, de Ridley Scott, bem como em 0 Conde de Monte Cristo, Jogos Patrióticos, Os Imperdoáveis, Mistério ria Neve, Recordações e Terra da Discórdia, com o qual recebeu indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro.

Harris estrelou vários filmes clássicos, incluindo Os Canhões de Navarone e 0 Grande Motim, com o qual recebeu a sua primeira indicação ao Oscar e ao Bafta, além de ganhar o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Cannes em 1963.

O papel do Rei Arthur em Camelot lhe rendeu um Globo de Ouro, seguido três anos mais tarde, em 1979, de uma de suas atuações mais memoráveis, no filme Uni Homem Chamado Cavalo que teve duas seqüências protagonizadas pelo ator.

Harris também é autor de dois livros: o romance Honour Bound e uma compilação de poesias, I in the Membership of My Days.

quirrell.jpg (6421 bytes)IAN HART (Professor Quirrell) é um dos jovens atores mais talentosos de sua geração. Ele apareceu em 30 filmes desde 1993 e foi muito elogiado ao interpretar John Lennon em Backbeat Os 5 Rapazes de Liverpool, a história de Iam Softley sobre os Beatles. Sua atuação chamou a atenção do público e lhe rendeu o prêmio London Evening Standard de Most Promising Newcomer.

Em seguida, fez 0 Inglês que Subiu a Colina e Desceu a Montanha e Juventude Incontrolável, antes de estrelar o filme de Ken Loach Terra e Liberdade, que ganhou o prêmio Felix de European Film of the Year.

Seu talento foi reconhecido com o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante no Festival de Cinema de Veneza pelo papel de Ginger em Nothing Personal, de Thaddeus O' Sullivan.

Hart tornou se requisitado pelo público desde então, o que resultou nos papéis principais de Falsa Moral, de Angela Pope, Michael Collins O Preço da Liberdade e Nó na Garganta, de Neil Jordan, B Monkey, de Michael Radford, Inimigo do Estado, de Tony Scott, Wonderland, de Michael Winterbottom, Fim de Caso, de Neil Jordan, e, mais recentemente, Liam, de Stephen Frears, e Killing Me Softly, de Chen Kaige.

Nascido em 1940, filho de Amold Herbert (pastor anglicano) e Phyllis Massey (engenheira e atriz amadora), JOHN HURT (Sr. Olivaras) estudou em escolas em Kent e Lincoln e na de Belas Artes na St. Martin's School, em Londres, antes de ganhar uma bolsa na Rada.

Ele é um dos atores mais conhecidos e versáteis da Grã Bretanha, além de muito elogiado pela crítica. Foi o cinema, nos papéis de Max, em O Expresso da Meia Noite (de 1978), e como John Merrick, em O Homem Elefante (de 1980), que o lançou ao estrelato internacional com indicações, inclusive, ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e de Melhor Ator, respectivamente. Seus outros trabalhos incluem um trio de papéis em 1984 que lhe renderam o Evening Standard Award de Melhor Ator por: 1984, O Traidor e Enquanto Existir Esperança.

Seus outros filmes incluem: Alien, o Oitavo Passageiro, Terra da Discórdia, A Lenda da Flauta Mágica, Dois Tiras Meio Suspeitos, O Homem que Não Vendeu Sua Alma e Contato. Ele pode ser visto na pele do Dr. Iannis em O Capitão Corelli, dirigido por Mark Munden.

snape.jpg (10447 bytes)ALAN RICKMAN (Professor Snape) é um dos atores anais respeitados da televisão, do cinema e do teatro do Reino Unido e é famoso por suas atuações em filmes tão diversos quanto Duro de Matar, Bob Roberts, Três Amores, Uma Paixão, Jogos de Ilusão, Dogma e Heróis Fora de órbita.

Ele também estrelou Dr. Mesmer O Feiticeiro, com o qual recebeu o prêmio de Melhor Ator no Festival de Cinema de Montreal. Com Razão e Sensibilidade e Michael Collins O Preço da Liberdade, Rickman foi indicado ao Bafta, e com Robin Hood O Príncipe dos Ladrões, ganhou este mesmo prêmio na categoria de Melhor Ator Coadjuvante.

Pelo papel do enigmático monge russo em Rasputin, na HBO, Rickman ganhou o Emmy de 1996, o Globo de Ouro e o prêmio SAG de Outstanding Lead Actor.

FIONA SHAW (Petúnia Dursley) é uma das atrizes de teatro mais respeitadas do Reino Unido e, recentemente, foi muito elogiada pelo papel título de Medea no West End.

Em 1990, ela ganhou o prêmio Laurence Olivier de Melhor Atriz pelo papel de Rosalind em As You Like It, seguido de outro Olivier de Melhor Atriz e de um London Critics por seu trabalho em The Good Person of Sechuan. A atriz recebeu outro prêmio Laurence Olivier e outro London Critics com Electra, também no ano de 1990. Dois anos depois, conquistou o London Critics por Hedda Gabler e, em 1993, foi agraciada com outro Laurence Olivier e um Evening Standard Drama de Melhor Atriz com Machinal, de Stephen Daldry.

Seus créditos memoráveis no cinema incluem Meu Pé Esquerdo, de Jim Sheridon, Montanhas da Lua, de Bob Rafelson, Jane Eire, de Franco Zeffirelli, Nó na Garganta, de Neil Jordan, The Last September, de Deborah Warner, e, recentemente, The Triunzph of Love, de Clare Peploe.

gonagall.jpg (9507 bytes)"Dame" MAGGIE SMITH (Professora McGonagall) é simplesmente uma das maiores atrizes do teatro e do cinema do mundo, reverenciada por todos os seus colegas e pelo público. Ela recebeu inúmeros prêmios, incluindo dois Oscar.

Smith apareceu pela primeira vez no palco com a Oxford University Drama Society em 1952 e, depois, fez sua estréia profissional em Nova York com The Neiv Faces 1956 Revue. Então, juntou se à Old Vic Company em 1959 e começou a receber prêmios, incluindo o Evening Standard de Melhor Atriz (em 1962) pelos papéis de Doreen, em The Private Ear, e de Belinda, em A Testemunha Ocular .

Foi em 1969, com a sua interpretação em A Primavera de uma Solteirona, que ela chamou a atenção do público e ganhou um Oscar e o prêmio de Melhor Atriz da Society of Film and TV Arts. Entre os seus outros papéis no cinema, destacam se também: Viagens com Minha Tia (com o qual recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz) e Morte Sobre o Nilo. Em 1977, ela recebeu o segundo Oscar e um Globo de Ouro por seu trabalho em Califórnia Suite, de Neil Simon.

Os elogios continuaram com Meti Reino por una Leitão, de Alan Bennett (co estrelado por Michael Palin), que lhe rendeu um Bafta, um Globo de Ouro, um Variety Club Award e sua quinta indicação ao Oscar. Outros sucessos se seguiram: Unia Janela para o Amor, de Merchant Ivory, Paixão Solitária (com o qual ganhou um Bafta de Melhor Atriz), Hook A Volta do Capitão Gancho, de Stephen Spielberg, Mudança de Hábito, O Jardim Secreto, O Clube das Desquitadas, Chá com Mussolini (com o qual ganhou um Bafta de Melhor Atriz) e The Last September.

Maggie Smith permaneceu fiel à sua carreira no teatro durante toda a sua empreitada no cinema e na televisão. Em 1970, a atriz recebeu um CBE e, em 1990, tornou se "Dame" Maggie Smith ao receber o DBS.

JULIE WALTERS (Sra. Weasley) é uma atriz multitalentosa, multipremiada e famosa por seus trabalhos no cinema e na televisão. Recentemente, estrelou como a professora de ballet em Billy Elliot, de Stephen Daldry, papel este que lhe rendeu indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro, um Bafta e um Variety Club. Foi em sua estréia no cinema, contracenando com Michael Caine em O Despertar de Rita, de 1983, que ela atingiu fama internacional e ganhou um Globo de Ouro, um Bafta e um Variety Club de Melhor Atriz, além de uma indicação ao Oscar.

Walters também foi indicada ao Bafta de Melhor Atriz cóm Serviços íntimos e foi indicada ao mesmo prêmio e ganhou um Variety Club de Melhor Atriz Coadjuvante com Sleeping Out.

Seus outros créditos importantes incluem One Fell Sivoop, Titanic Town, Intinaate Relations, Just Like a Woman, O Amor Não Tem Sexo, Buster Procura se um Ladrão (onde contracenou com Phil Collins), She'll Be Wearing Pink Pijamas e Como Matar Papai.

hooch.jpg (9100 bytes)ZOË WANAMAKER (Madame Hooch) é uma das atrizes de teatro e televisão mais respeitadas do mundo, conhecida tanto no Reino Unido como nos Estados Unidos e vencedora dos principais prêmios teatrais, tendo estrelado mais de 50 produções teatrais e 40 programas de televisão.

Ela foi indicada a três Tony por seu trabalho em Electra, de David Leveaux (com o qual também ganhou o Laurence Olivier de Melhor Atriz), pelo papel de Toine nas produções de Nova York e Londres de Piaf, de Howard Davies, e pelo papel de Fay na produção de John Tillinger chamada Loot. Ela também ganhou um Drama Award por interpretar Kattrin (e foi indicada ao Laurence Olivier) na produção de Davies de Mother Coufage.

No Reino Unido, Wanamaker foi indicada a dez prêmios Laurence Olivier de Melhor Atriz.

Seus créditos no cinema incluem Trazido pelo Mar, de Beeban Kidron, Wilde, de Brian Gilbert, Disfarce Cruel, de Bob Hoskin, Fome de Viver e Inside the Third Reich: The Last 10 Days of Hitler, de Martin Chomsky.


voltar.gif


transp.gif (45 bytes)