banfil1.jpg (29414 bytes)

Notícias Dezembro/1999


31/12/1999 - Morreu dia 20 o diretor Irving Rapper. Tinha 101 anos e destacou-se na Warner pela parceria com Bette Davis, com quem fez A Estranha Passageira.


31/12/1999 - O Festival de Cinema Latino-Americano de Trieste, na Itália, em parceria com a Fabbrica- Cinema – o laboratório de criatividade fundado por Luciano Benetton e Oliviero Toscani –, instituiu prêmio para incentivar novos cineastas da América Latina. Segundo Rodrigo Diaz, diretor do festival que se realiza há 14 anos, o melhor roteiro – que deve ser inédito na Itália – receberá US$ 5 mil. Os selecionados também poderão usar as facilidades da Fabbrica para a pós-produção e divulgação.


31/12/1999 - Para ter o privilégio de ser o primeiro cineasta francês a ter filme exibido na França no ano 2000, o diretor Claude Lelouch rompeu a tradição segundo a qual as estréias no país ocorrem sempre às quartas-feiras. Abre amanhã nos cinemas de Paris Une Pour Toutes. Classificado pelo diretor de "comédia feminista", o filme, com Anne Parillaud, fala de uma mulher que seduz ricos passageiros do Concorde durante o vôo. "A história se baseia em uma experiência pessoal", revela Lelouch.


30/12/1999 - O produtor de O Último Tango em Paris, Alberto Grimaldi, apresentou denúncia contra a Disney, a Universal e os responsáveis pela produção de Gangs of New York, informou o jornal New York Post. O objetivo é paralisar as filmagens da nova produção de Martin Scorsese, que tem Leonardo DiCaprio e Robert De Niro como protagonistas. O produtor italiano, que afirma Ter trabalhado no projeto durante 20 anos, quer US$ 10 milhões de indenização. Ele alega que os estúdios não cumpriram o acordo de reconhecê-lo como um dos produtores. As duas empresas não quiseram comentar o caso.


30/12/1999 - Não podia dar outro. O filme de maior bilheteria em toda a história do cinema italiano é A Vida é Bela, dirigido e estrelado por Roberto Benigni. É o que afirma a publicação Cinema d'Oggi, que compilou as maiores arrecadações no país de 1955 até junho de 1999. Em segundo lugar está O Último Tango em Paris, de Bernardo Bertolucci.


29/12/1999 - O ator americano Eddie Murphy ganhou um presente inesquecível no Natal. Nasceu no dia 24 sua terceira filha, Zola Ivy. Segundo o porta-voz do ator, Paul Bloch, o bebê nasceu com 3,5 quilos e 52 centímetros. Por meio de um comunicado, Murphy e sua mulher, Nicole, disseram estar "extasiados" com a chegada do quarto membro da família.


29/12/1999 - O ator francês Pierre Clémenti morreu anteontem, em Paris, de câncer no fígado. Aos 57 anos, Clémenti tinha no currículo trabalhos com alguns dos mais importantes cineastas europeus, como Pier Paolo Pasolini, Bernardo Bertolucci, Luchino Visconti e Luis Buñuel, com quem filmou o clássico A Bela da Tarde, ao lado de Catherine Deneuve. Sua última aparição no cinema foi em Marrakesh Express, co-estrelado por Kate Winslet.


29/12/1999 - O cinema nacional fecha 1999 comemorando um salto de bilheteria. De janeiro a outubro, os filmes brasileiros atraíram 4,5 milhões de espectadores às salas, batendo os 3,6 milhões de ingressos vendidos ao longo de 1998. A expectativa é de fechar o ano com um público de cerca de 6 milhões de pessoas, o que representaria um crescimento de 66%.

"As últimas semanas do ano sempre alavancam a bilheteria nacional, principalmente com os lançamentos de Natal’’, afirma o secretário do Audiovisual, José Álvaro Moisés, referindo-se aos títulos O Trapalhão e a Luz Azul e Xuxa Requebra – o filme de Xuxa foi mal recebido pela crítica, mas já está prestes a atingir 500 mil espectadores.


28/12/1999 - O diretor Oliver Stone chegou ao topo das bilheterias dos Estados Unidos com seu filme sobre futebol Any Given Sunday no fim-de-semana movimentado do Natal, de acordo com estimativas dos estúdios divulgadas no domingo.

O drama de 55 milhões de dólares, com Al Pacino como um técnico veterano de futebol americano que enfrenta as pressões do jogo moderno, arrecadou cerca de U$14,25 milhões no fim-de-semana, e cerca de U$21,29 milhões desde o lançamento de quarta-feira, segundo a distribuidora do filme, a Warner Bros.

Em segundo lugar ficou o thriller homoerótico The Talented Mr. Ripley, baseado em um romance de Patricia Highsmith, com 13,8 milhões de dólares de arrecadação desde a estréia no dia de Natal, disse a Paramount.

Matt Damon estrela no filme de Anthony Minghella (O Paciente Inglês) como um sujeito que vira um serial killer para manter sua recém-adquirida boa vida.


28/12/1999 - O fenômeno Pokemon continua a faturar milhões de dólares nos Estados Unidos. Pela sexta semana consecutiva, o CD com a trilha sonora do longa-metragem animado Pokemon - O Filme, é a mais vendida no país. O disco, que traz faixas das teens Britney Spears e Christina Aguilera, teve, até agora, 151 mil unidades vendidas, segundo dados da gravadora Atlantic Records.


28/12/1999 - A atriz Jennifer Lopez e seu namorado, o rapper e produtor musical Puffy Dad, foram detidos para interrogatório na madrugada de domingo por posse ilegal de arma. Os dois acabavam de deixar uma casa noturna em Times Square na qual havia ocorrido um tiroteio que deixou três pessoas feridas. O casal foi interrogado até a manhã de ontem, disse o porta-voz da polícia nova-iorquina, John Giammarino. O carro de Jennifer e Puffy estava acima do limite de velocidade e ultrapassou o sinal vermelho antes de ser parado por policiais. No interior do veículo foi encontrada arma sem a respectiva licença. Dad tinha sido preso em abril por agredir Steven Stout, executivo de uma gravadora.


27/12/1999 - Os americanos escolherem Jennifer Love Hewitt e Brad Pitt como a atriz e o ator mais desejado dos Estados Unidos, segundo pesquisa promovida pela rede de locadoras de vídeo Blockbuster. Jennifer é a mais sexy para 21,5%dos entrevistados, seguida por Jennifer López, com 20,5%. Brad Pitt conquistou uma fatia maior com os seus 32,6% dos votos. Bruce Willis ficou em segundo lugar com 18,7% e Cuba Gooding Jr segue em terceiro com 9,8%.


27/12/1999 - O cinema argentino se despede de Zully Moreno, uma das atrizes mais belas das décadas de 40 e 50. Zully morreu ontem, aos 79 anos,vítima do mal de Alzheimer. A sua estréia cinematográfica foi em 1939, com Cándida de Niní Marshall. A partir daí, viveu uma carreira ascendente, conquistando reconhecimento internacional. Um dos seus maiores sucessos foi a personagem Nancy, no filme Que Deus lhe Pague.


27/12/1999 - Tudo sobre Minha Mãe, de Pedro Almodóvar, foi eleito o melhor filme do ano pela Associação de Críticos de Cinema do Rio. Na relação dos dez estão ainda os brasileiros Santo Forte, de Eduardo Coutinho, e Dois Córregos, de Carlos Reichenbach. Entre as produções estrangeiras estão Cadete Winslow, de David Mamet, De Olhos Bem Fechados, de Stanley Kubrick, e Desconstruindo Harry, de Woody Allen.


26/12/1999 - A atriz argentina Cecilia Roth e o músico Fito Páez resolveram se casar depois de nove anos de convivência. Além do matrimônio oficial, o casal decidiu adotar Martín, uma criança de seis meses. A atriz de 41 anos disse "sí" (sim) em um cartório de Buenos Aires e a festa foi para íntimos. Cecilia, que recebeu o prêmio de melhor atriz em Berlim, pela sua atuação em Tudo Sobre Minha Mãe, de Pedro Almadóvar, disse que o casamento é uma celebração ao tempo que vivem juntos e a ao filho.


25/12/1999 - Advinhe quem os franceses escolheram como ator e atriz do século? Gérard Depardieu e Catherine Deneuve? Não. Depardieu, na preferência francesa, segundo pesquisa do jornal Lè Parisien e da tevê La Cinquisme, fica em quarto lugar. Deneuve, em segundo. País de memória. Em primeiro, aclamado por 36 de cada 100 votantes, ficou o ator Jean Gabin, morto em 1976. Em segundo lugar, Charles Chaplin, seguido de Louis de Funss. Na versão feminina da eleição, a austríaca Romy Schneider supera com 42% dos votos os 26% dados a Catherine Deneuve e os 25% de Marilyn Monroe. Na lista, Brigitte Bardot, com 18% da preferência fica em quinto lugar, seguida por Elizabeth Taylor, Greta Garbo e Ava Gardner, todas com 10%.


25/12/1999 - O jornal americano Globe conheceu no bolso a ira de Arnold Schwarzenegger. Descontente com uma reportagem publicada no jornal, o ator de O Vingador do Futuro recorreu à Justiça e venceu a causa. O valor da indenização não foi revelado. Schwarzenegger vai receber uma parte do dinheiro e a outra será doada para a Inner City Games Foundation, casa de caridade mantida pelo ator.


25/12/1999 - A quem diga que O Talentoso Ripley é mais um trabalho silencioso de Anthony Minghella rumo ao Oscar. Na produção, baseada no livro de Patricia Highsmith, o cast valioso também cheira a prêmio: Matt Damon, Jude Law, Gwyneth Paltrow, Cate Blanchett Minghella recebeu o Oscar por O Paciente Inglês. Damon foi indicado duas vezes por melhor ator e de melhor roteiro. Gwyneth Paltrow levou o Oscar de melhor atriz disputado com Fernada Montenegro.


24/12/1999 - Um relógio de US$ 400 enviado em nome de Sharon Stone pela produtora USA Film aos jurados do Globo de Ouro criou polêmica em Hollywood e lançou suspeitas sobre a imparcialidade do prêmio, que funciona como uma prévia do Oscar. O relógio foi entregue aos 82 membros da Associação de Correspondentes Estrangeiros em Hollywood três dias antes do encerramento da votação que escolheu os candidatos à premiação. Segundo a assessoria de Sharon Stone, que conquistou a indicação de melhor atriz no gênero comédia, a loira fatal não sabia de nada. O presidente da entidade, Helmut Voss, solicitou que todos os presentes fossem devolvidos.


23/12/1999 - Michael Douglas pode ser o mais novo nome de Hollywood a seguir os passos do ex-presidente Ronald Reagan, que também foi ator. "O artista ainda não sabe se sairá como candidato na Califórnia ou em nível nacional’’, indicou uma fonte da NBC, segundo a qual "com a fama que tem, Douglas pode concorrer em ambos.’’ Outra fonte revelou que Douglas quer usar uma página na Internet para difundir suas opiniões. No site, que será lançado em 2000, o ator pretende exercitar o debate antes de um eventual debut político.


23/12/1999 - Os vídeos Toda Hora É Hora, de Aggêo Ribeiro Simões (MG), e A Pessoa É para o Que Nasce, de Roberto Beliner (RJ), estão entre os premiados do 6º Festival Nacional de Vídeo, encerrado no dia 19, em Salvador.


22/12/1999 - Anjelica Huston, a estrela e diretora de A História de Agnes Brown – e que está entre os nomes "quentes" na disputa das indicações para o Oscar 2000 –, protestou contra a censura nos Estados Unidos. Em viagem à Itália para lançar seu filme, ela disse estar indignada com a classificação recebida pela obra nos EUA: só quem tiver mais de 15 anos poderá ver. "Não há nenhuma cena de sexo ou de violência, mas há mulheres falando de orgasmo, e isso bastou para escandalizar", desabafou a atriz em Roma.


22/12/1999 - Melhor pensar duas vezes antes de jogar Marilyn Monroe na classificação de "loira e burra". A estrela não se preocupava apenas com a forma física, mas também com o desenvolvimento intelectual. É o que indicam os numerosos volumes que ela colecionava: sua biblioteca continha desde a poesia de Federico Garcia Lorca até as obras completas de Sigmund Freud. Mais de 400 livros da biblioteca de Marilyn foram leiloados com outros pertences da atriz em outubro. A loira, porém, possuia muito mais. Recentemente, a coleção de obras de autoras que ela possuía foi entregue por doador anônimo ao Radcliffe Institute for Advanced Study, nos EUA.

"O mais irônico de tudo é que a maioria das pessoas pensam nela apenas como objeto sexual", disse Barbara Haber, curadora da Radcliffe's Schlesinger Library, que possui a maior coleção do mundo de livros escritos por mulheres. "Isso indica que Marilyn queria ser uma pessoa educada, capaz de lidar com idéias." Carl Rollyson, autor de biografia da atriz, está de acordo. "Sim , ela costumava ler. Era autodidata e tinha ambições intelectuais", diz o biógrafo.


21/12/1999 - Destacar-se em filme cujo astro principal ganhou o Oscar duas vezes – como é o caso de Tom Hanks – não é tarefa das mais fáceis. Mas foi o que aconteceu com Michael Clarke Duncan, ator quase desconhecido, atolado em dívidas e prestes a desistir da profissão, que arrancou elogios da crítica americana por seu desempenho em The Green Mile. Na produção, que estreou há pouco nos EUA, Duncan é um presidiário condenado à morte. Desempregado desde a ponta que fez em Armageddon, Clarke não tinha no bolso mais que US$ 20. Da noite para o dia, sua vida mudou: indicado ao Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante, está na seleta lista dos que poderão receber, também, indicações para o Oscar.


21/12/1999 - Desmond Llewelyn, o ator que participou de 17 dos 19 filmes de James Bond, morreu domingo, aos 85 anos, em conseqüência de uma acidente de carro ocorrido em Londres. Em seu mais recente filme, 007 – O Mundo Não é o Bastante, Llewelyn interpretou novamente o personagem que o tornou famoso. Na pele de Q, ele era o responsável pelas engenhocas explosivas usadas pelo agente secreto.


21/12/1999 - Com 250 cópias espalhadas pelo País, Xuxa Requebra levou cerca de 200 mil pessoas aos cinemas no último fim de semana. A bilheteria de sexta, Sábado e domingo somou R$ 905 mil. Até o fim da tarde de ontem, as distribuidoras de O Trapalhão e a Luz Azul e Toy Story 2, dois outros títulos infantis que estrearam na sexta, ainda não tinham fechado os números da bilheteria do fim de semana.


21/12/1999 - Beleza Americana, de Sam Mendes, e O Informante, de Michael Mann, receberam o maior número de indicações para a 57ª edição do Globo de Ouro, que é considerado uma prévia para o Oscar. O Brasil, que tinha chance na categoria de melhor filme estrangeiro com Orfeu, de Cacá Diegues, e Oriundi, de Ricardo Bravo, não conseguiu ficar entre os cinco finalistas. A premiação será entregue no dia 23 de janeiro.


20/12/1999 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou a lista das 17 produções que serão financiadas pela da Lei do Audiovisual. A seleção foi feita por oito funcionários do banco, que escolheram nove documentários e oito filmes de ficção em início ou meio de produção. Os selecionados receberão, em conjunto, um total de R$ 4,1 milhões, em quantias que vão de R$ 74,5 mil (para o documentário em vídeo São Paulo dos Demônios, de Paulo Bocato) a R$ 400 mil (para os longas de ficção Eu, Tu, Eles, de Andrucha Waddington; Desmundo, de Alain Fresnot, e O Príncipe, de Ugo Giorgetti).

Entre julho de setembro, foram inscritas 178 produções, 120 de ficção e 58 documentários. Os fatores que influíram na escolha do BNDES foram o tema do filme, o roteiro, os profissionais envolvidos, o orçamento e o estágio da captação. "Preferimos filmes que já estão adiantados", explica a gerente de Incentivo à Cultura do banco, Solange Torres. "Fazemos também um acompanhamento da produção para ver como o dinheiro é usado."

Os selecionados - Os documentários escolhidos foram Clarice, de Denise Gonçalves; São Paulo dos Demônios, de Paulo Bocato; Família Alcântara, de Daniel Santiado, Anésia, um Vôo no Tempo, de Ludmila Ferolla; O Risco-Vida e Obra de Lúcio Costa, de Geraldo Motta Filho; O Fio da Meada, de Eduardo Waissman (TV Zero); Carrego Comigo, de Chico Teixeira; O Fazendeiro do Ar, de Paulo Thiago; e Por Mares Nunca Dantes Navegados, de Regina Jehá.

Os filmes de ficção são A História do Grilo Feliz, de Waslbercy Ribas; Domésticas, o Filme, de Fernando Meirelles; Brava Gente Brasileira, de Lúcia Murat; Desmundo, de Alain Fresnot; Condenados à Liberdade, de Emiliano Ribeiro, Durval Discos, de Ana Muylaert; e O Príncipe, de Ugo Giorgetti.


20/12/1999 - Serão anunciados hoje, em Beverly Hills, os nomes dos indicados para o Globo de Ouro, prêmio entregue aos melhores do ano no cinema (e também na TV) pela Associação de Correspondentes Estrangeiros em Hollywood e que funciona como uma prévia do Oscar. Dois longas brasileiros estão entre as 40 produções que disputam uma das cinco vagas ao prêmio de melhor filme estrangeiro de 1999. São eles Orfeu, de Cacá Diegues, e Oriundi, de Ricardo Bravo, que também pleiteia uma indicação para seu ator Anthony Quinn.

Ao contrário do prêmio da Academia, o Globo de Ouro não requer um representante oficial de cada país, apenas que ele tenha sido exibido por uma semana em Los Angeles. Por isso, filmes como Oriundi ou o chinês O Imperador e o Assassino, de Chen Kaige, que não integram a lista dos elegíveis do Oscar, têm suas chances nas indicações de hoje.

Orfeu, que foi bem recebido numa sessão para os votantes do Globo de Ouro, representa oficialmente o Brasil na corrida do Oscar, que terá sua lista divulgada no dia 15 de fevereiro.

Duas produções de Hollywood devem dividir o maior número de indicações da 57ª edição do Globo de Ouro: Beleza Americana (American Beauty), de Sam Mendes, e O Informante (The Insider), de Michael Mann. Estréia na direção cinematográfica do teatrólogo inglês Mendes (que no começo do ano dirigiu Blue Room, peça com a atriz Nicole Kidman que causou furor em suas montagens em Londres e Nova York), Beleza Americana é uma cínica e mordaz sátira à vida suburbana do país estrelada por Kevin Spacey e Annette Bening nos papéis de casal com o relacionamento e vida profissional em crise. Ambos os atores devem receber indicações.

Já O Informante, que alça Michael Mann (diretor de O Último dos Moicanos que quer filmar a vida de Ayrton Senna com Antonio Banderas) ao primeiro time dos cineastas americanos, é um vibrante drama que lança um olhar nos bastidores do jornalismo televisivo, a partir da cobertura do programa 60 Minutes para o caso real de Jeffrey Wigand, um executivo da área de pesquisa da indústria tabagista que, em 1995, veio a público denunciar a sua companhia - a Brown & Williamson - pelo uso exagerado de nicotina em seus cigarros.

Lowell Bergman, produtor do 60 Minutes, é interpretado por Al Pacino e o ator neozelandês Russell Crowe, o policial de Los Angeles - Cidade Proibida, é pura dinamite em sua composição detalhadíssima de Wigand. Crowe é o favorito ao Globo de Ouro e, conseqüentemente, ao Oscar de ator.

Atrás desses dois filmes aparece a segunda adaptação para o livro de Patricia Highsmith, O Talentoso Ripley, dirigido por Anthony Minghella (em seu primeiro filme depois de O Paciente Inglês) e estrelado por um trio de golden stars da nova geração de Hollywood, Matt Damon, Gwyneth Paltrow e Jude Law (ator inglês que rouba a cena desse thriller-chique e deve conquistar uma indicação de coadjuvante).

As duas vagas restantes ao Globo de Ouro de melhor filme devem ser preenchidas pelo drama Magnólia, de Paul Thomas Anderson; o romance Fim de Caso, que Neil Jordan adaptou do livro de Graham Greene; Hurricane, de Norman Jewison, sobre o boxeador encarcerado na década de 60 e que inspirou Bob Dylan a escrever a música que dá título ao filme (Denzel Washington no papel principal deve ser indicado também); além do independente Meninos não Choram, da cineasta estreante Kimberly Peirce, sobre uma garota texana que se faz passar por homem, seduz várias mulheres, para depois ser tragicamente morta por dois homofóbicos.

Não se pode subestimar o poder de O Sexto Sentido nessa lista, thriller que já vem tendo maçica campanha de seu estúdio, a Disney, visando às indicações para o Oscar.

O anúncio dos nomes dos indicados para o Globo de Ouro ocorre depois da votação de três dos quatro mais importantes prêmios de crítica do país: o do National Board of Review; o da Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles e o do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York. O pontapé da saison de prêmios cinematográficos que culmina com a entrega do Oscar em março, foi dado no dia 8 pelo National Board of Review, o NBR, que, no fim de 1998, elegeu Fernanda Montenegro e Central do Brasil, como a melhor atriz e filme estrangeiro do ano.

Em sua nova versão, o prêmio do NBR elegeu Beleza Americana como o melhor filme e Anthony Minghella, de O Talentoso Ripley, como o diretor do ano. Em adendo ao prêmio de produção do ano, esse grupo de críticos, historiadores e teóricos revela também os outros nove filmes que causaram impacto em 1999. São eles: O Talentoso Ripley (2º lugar); Magnólia; O Informante; The Straight Story, de David Lynch; Cradle Will Rock, de Tim Robbins; Meninos não Choram; Being John Malkovich, de Spike Jonze; Tumbleweeds, de Gavin O'Connor; e Três Reis, de David O. Russell.

A atriz teatral inglesa Janet McTeer (por Tumbleweeds) e Russell Crowe foram eleitos os melhores intérpretes do ano. Tudo sobre Minha Mãe, de Pedro Almodóvar, ganhou o prêmio de produção estrangeira do ano. Almodóvar também venceu os prêmios dos críticos de Los Angeles, Boston e Nova York.

No penúltimo sábado, a Associação de Los Angeles premiou o longa O Informante como a melhor produção do ano. Sam Mendes foi escolhido o melhor diretor, com a vantagem de apenas um voto sobre Michael Mann. Mas O Informante foi o vitorioso dessa seleção com mais três prêmios: ator (Crowe), ator coadjuvante (Christopher Plummer) e fotografia. A jovem Hilary Swank, de Meninos não Choram, foi considerada a melhor atriz do ano, prêmio também conferido a ela pelos críticos de NY.

O Círculo de Críticos de Nova York, em sua 65ª edição, escolheu na quinta-feira o longa inglês Topsy-Turvy, de Mike Leigh, o melhor filme do ano. Leigh também foi lembrado, com um voto de vantagem sobre David Lynch, como o melhor diretor nessa produção sobre os compositores Gilbert e Sullivan e os bastidores da montagem da opereta O Mikado. O veterano ator Richard Farnsworth ficou com o prêmio de interpretação masculina, na sua tocante composição de um velho que atravessa o interior dos EUA num trator para visitar seu irmão doente em The Straight Story, de Lynch.

Na mesma tarde de quinta, a Academia de Imprensa Internacional, outro grupo de correspondentes estrangeiros em Hollywood, anunciava os nomes dos melhores de 99. Na categoria de melhor filme concorre ao Satélite de Ouro, o prêmio da organização, os longas Beleza Americana; O Informante; Magnólia; Neve sobre os Cedros, de Scott Hicks (o diretor australiano de Shine - Brilhante); e O Talentoso Mr. Ripley. Entre os atores (na categoria drama) estão Russell Crowe, Al Pacino, Richard Farnsworth, Kevin Spacey, Denzel Washington e Terence Stamp (por The Limey).

O prêmio de melhor atriz é disputado por Annette Bening, Elaine Cassidy (Felicia's Journey), Nicole Kidman (De Olhos bem Fechados), Yuki Kudoh, a Madonna do Japão (em Neve sobre os Cedros); Hilary Swank; e Sigourney Weaver (A Map of the World).


Pedro Almodóvar abre a lista dos filmes estrangeiros com Tudo sobre Minha Mãe. O espanhol vai concorrer com O Imperador e o Assassino, de Chen Kaige (China); The King of Masks, de Wu Tianming (Hong Kong); The Red Violin, de François Girard (Canadá); Corra, Lola Corra, de Tom Tykwer (Alemanha); e Three Seasons, de Tony Bui (Vietnã). O Satélite de Ouro e os outros prêmios da crítica serão entregues em várias cerimônias em janeiro. A festa do Globo de Ouro será transmitida ao vivo para todo o mundo na tarde do dia 23 de janeiro.


20/12/1999 - Morreu na sexta-feira, em Buenos Aires, a veterana atriz argentina Chela Ruiz, aos 78 anos, de parada cardíaca. Ela atuou em A História Oficial, de Luiz Puenzo, filme que ganhou um Oscar. Tinha 64 anos de carreira. Também trabalhou em Cinzas do Paraíso (1997) de Marcelo Piñeyro. Foi atriz de teatro, cinema, rádio e televisão.


20/12/1999 - A Associação de Críticos de Cinema de Nova York escolheu Tudo sobre a Minha Mãe, de Pedro Almodóvar, como o melhor filme estrangeiro de 1999. O prêmio ajuda o filme na corrida pela indicação para o Oscar. A entidade, fundada em 1935, é formada por 32 críticos dos principais jornais e revistas que têm sede na cidade de Nova York. A festa de entrega do prêmio será no dia 9.


20/12/1999 - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou a lista das 17 produções que serão financiadas pela da Lei do Audiovisual. A seleção foi feita por oito funcionários do banco, que escolheram nove documentários e oito filmes de ficção em início ou meio de produção. Os selecionados receberão, em conjunto, o total de R$ 4,1 milhões, em quantias que vão de R$ 74,5 mil (para o documentário em vídeo São Paulo dos Demônios, de Paulo Bocato) a R$ 400 mil (para os longas de ficção Eu, Tu, Eles, de Andrucha Waddington; Desmundo, de Alain Fresnot, e O Príncipe, de Ugo Giorgetti). Entre julho e setembro, foram inscritas 178 produções: 120 de ficção e 58 documentários.


19/12/1999 - A atriz Kathleen Turner vai ser Mrs. Robinson no teatro inglês a partir de abril. A famosa personagem vivida por Anne Bancroft no filme A Primeira Noite de um Homem, de 1967, ganha o teatro em versão de Terry Johnson. Tanto o filme quanto a peça partem do romance The Graduate, de Charles Webb, sobre um rapaz que se apaixona por uma amiga quarentona de seus pais e, depois, pela filha dela.


19/12/1999 - O diretor francês Luc Besson vai ser o presidente do júri da próxima edição do Festival Internacional de Cinema de Cannes, na França. A escolha não foi muito bem vista pelos atores franceses, ofendidos com declarações do cineasta de que nenhum ator daquele país compara-se aos americanos Dustin Hoffman, John Malkovich e Faye Dunaway, que integram o elenco de seu novo filme, Joana D’Arc de Luc Besson. O festival de Cannes – o evento cinematográfico mais importante da Europa – vai ser realizado em maio de 2000.


17/12/1999 - O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) firmou uma parceria inédita com a Imovision para patrocinar a exibição do filme francês Quando Tudo Começa..., de Bertrand Tavernier, que está em cartaz em São Paulo. A história analisa problemas educacionais na França e a vida de miséria numa comunidade.


17/12/1999 - Matt Damon, que interpreta personagem com sexualidade complicada no remake de O Sol por Testemunha (com estréia americana prevista para o Natal) disse em entrevista à revista gay The Advocate que seu ideal de beleza é o ator Brad Pitt. "Se eu fosse gay, ele seria o pôster na minha parede", comentou Damon. O ator também disse que está cansado de desmentir boatos de que ele e o parceiro Ben Affleck seriam mais do que amigos. "Estou namorando Winona Ryder", revela.


16/12/1999 - Foi assinado hoje de manhã, no Palácio dos Bandeirantes, um protocolo de incentivo ao cinema nacional. O documento cria programa de estímulo à indústria audiovisual no Estado de São Paulo e prevê a produção de 60 novos filmes por ano até 2002 – metade dos quais será feita no Estado. Participam do programa o Ministério da Cultura, a Secretaria da Cultura do Estado, Fiesp, Ciesp, Instituto Roberto Simonsen, Sindicato da Indústria Cinematográfica de SP e Sebrae.


16/12/1999 - James Bond, o eterno espião a serviço de sua majestade, revelou-se em inesperada boa forma ao tornar-se sucesso de bilheteria nos Estados Unidos. O Mundo Não é o Bastante, que traz Pierce Brosnan no papel do 007 e tem pré-estréia amanhã em São Paulo, tornou-se o 17.º filme do ano a quebrar a barreira dos US$ 100 milhões nas bilheterias americanas. Outras cinco produções ainda têm chances de alcançar esta cifra antes do réveillon, o que bateria o recorde do ano passado, quando 18 filmes chegaram à casa dos US$ 100 milhões. E Hollywood comemora: antes do ano terminar, já superou os US$ 6.95 bilhões arrecadados no ano passado.


15/12/1999 - Já estão abertas as inscrições para o É Tudo Verdade – 5.º Festival Internacional de Documentários. A edição do ano passado premiou produções que revelaram talentos brasileiros no gênero, como Marcelo Masagão (pelo longa Nós que Aqui Estamos por Vós Esperamos) e Roberto Berliner (pelo curta A Pessoa é Para o Que Nasce). Considerado o mais importante evento latino-americano dedicado ao documentário, o É Tudo Verdade será realizado no período de 7 a 16 de abril em São Paulo e no Rio. As inscrições se estendem até 31 de janeiro.


15/12/1999 - Este ano, 22 filmes devem faturar mais de US$ 100 milhões nas bilheterias dos EUA, batendo o recorde de 98, quando 18 filmes superaram essa marca. O faturamento das bilheterias chegou a US$ 7,5 bilhões, 8% a mais que em 98. O boom do cinema foi provocado por filmes como Star Wars, Matrix e O Sexto Sentido, entre outros.


14/12/1999 - Denise Fraga levou o prêmio de melhor atriz na 21.ª edição do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano de Havana. A atriz garantiu a estatueta, entregue na noite de sábado em Cuba, pela performance em Por Trás do Pano, em que é dirigida pelo marido Luís Villaça. O desempenho também lhe rendeu o prêmio de melhor atriz em Gramado.


13/12/1999 - As produtoras O2 Filmes, de São Paulo, e Videofilmes, do Rio (de Walter Salles), fecharam parceria para a realização do longa Cidade de Deus, baseado no livro homônimo de Paulo Lins. Dirigido por Fernando Meirelles (de O Menino Maluquinho 2 - A Aventura), o filme contará a história de Buscapé e Dadinho, dois meninos que moram no Conjunto Habitacional Cidade de Deus, no Rio, e se tornam respectivamente um fotógrafo e o mais temido traficante carioca. O roteiro, escrito por Braulio Mantovani, foi selecionado para o 3.º Laboratório de Roteiros Sundance, Riofilmes 1999, e recebeu prêmio da Motion Pictures Association e Writers Guild of America em seu Concurso de Roteiros Cinematográficos deste ano.


13/12/1999 - Nos últimos dois meses, os comentários em Hollywood têm sido de que O Informante (The Insider) é tão contra a corrente e acima da compreensão do grande público freqüentador de cinema que está fadado ao fracasso de bilheteria. Mas falavam a mesma coisa sobre O Sexto Sentido e o filme se tornou a segunda maior bilheteria do ano. Independentemente de obter ou não sucesso de bilheteria, O Informante já desponta como um forte concorrente ao Oscar.

O filme é baseado numa história verídica, no qual o pivô foi o médico Jeffrey Wigand, ex-executivo da área de pesquisa de uma grande companhia fabricante de cigarros . Ele forneceu provas ao programa televisivo 60 Minutes, da CBS, do plano maquiavélico de sua empresa para adulterar seu produto para que este causasse mais dependência. O ator australiano Russell Crowe (Los Angeles: Cidade Proibida) teve que passar por uma maquiagem para parecer com o sexagenário Wigand. Christopher Plummer faz o repórter da CBS Mike Wallace e Al Pacino, o produtor Lowell Bergman. Há uma certa unanimidade na imprensa americana sobre a excelente atuação dos três. E também da direção de Michael Mann ( O Último dos Moicanos).


13/12/1999 - No filme de terror do momento nos EUA, uma mulher é cozinhada viva em vapor escaldante e um rapaz é encontrado acorrentado num porão coberto de ratos que, quando dispersados por um tiro revelam um corpo devorado com muito gosto. The Bone Collector (Caçador de Ossos) é um filme opressivo, violento, que quer ir além das pegadas trilhadas por O Silêncio dos Inocentes e Seven: Os Sete Crimes Capitais. Esses momentos inquietantes hoje são normais em um filme de horror; e The Bone Collector (O Colecionador de Ossos), que tem Denzel Washington estrelando no papel do detetive que investiga um serial killer que deixa pistas elaboradas perto dos corpos de suas vítimas, é um ótimo fornecedor dessas surpresas do gênero.


12/12/1999 - Edward James Olmos (O Eterno Encantador) o legendário defensor dos latinos em Hollywood, está cada vez mais engajado no papel de representante das minorias. Recentemente, ele ajudou a criar a Associação Nacional de Produtores Independentes Latinos (NALIP, na sigla em inglês), constituída por 250 cineastas e ativistas que defendem os direitos dos latinos no mercado de trabalho americano. Já está programado para julho do próximo ano um grande encontro da associação na UCLA (Universidade da Califórnia), onde serão tratados temas relacionados ao assunto. O documentário Americanos: Latino Life in the United States, co-produzido por Olmos e exibido em setembro no Independent Feature Film Markei, recebeu muitos elogios da crítica.


12/12/1999 - Para os fãs americanos de Leonardo DiCaprio (Titanic), a única chance de ver o galã em Don's Plum, de 1995 e portanto anterior ao sucesso do ator, é viajando para o exterior. Há um ano e meio, o produtor David Stutman abriu processo no valor de 10 milhões de dólares contra o ator por quebra de contrato, alegando que DiCaprio estaria tentado impedir a distribuição do filme. Antes de chegar ao tribunal, as partes fizeram um acordo no qual a fita seria distribuída em todo o mundo menos nos Estados Unidos. Ao que parece, DiCaprio estaria receoso de ser visto em seu maior mercado num filme independente e rodado em preto-e-branco, feito na brincadeira com amigos.


12/12/1999 - John Malkovich (O Guardião da Floresta) se meteu numa briga de rua em Madri. No final de setembro, enquanto passeava pela cidade, o ator notou que dois motoristas estavam no meio da rua aos socos e pontapés discutindo sobre quem tinha razão numa ultrapassagem. As pessoas que assistiam a cena, viram o ator parar o carro, apartar a briga dos dois homens. Diante da situação a platéia a volta ovacionou Malkovich, gritando: "Você é o meu herói!


12/12/1999 - O diretor John Frankenheimer, responsável por filmes memoráveis como Amazônia em Chamas, Operação França 2 e mais recentemente, Ronin, recebeu o prestigioso prêmio de reconhecimento artístico outorgado pela convenção do ShowEast, em Atlantic City. Em setembro, o diretor terminou as filmagens de Reincleer Games, estrelado por Ben Affleck, que será lançado nos Estados Unidos ainda no final do ano.


12/12/1999 - Quando John Travolta (A Qualquer Preço) reduziu pela metade sua visita à França para o lançamento do filme A Filha do General, espalhou-se o boato de que a causa teria sido o temor de ser vinculado ao escândalo de que sete diretores da Igreja de Cientologia (da qual o ator é membro) estão sendo processados. Segundo a estação de rádio Europa 1, os homens estariam sendo processados por desvios de verbas da instituição, que é abonadíssima. Em meio à viagem, Travolta retornou a Los Angeles de jato particular, cancelando inúmeras entrevistas. Os executivos da Paramount negam esta versão afirmando que a pressa foi devido à pré-produção do seu próximo filme, Numbers, a ser dirigido por Nora Ephron.


12/12/1999 - Como acontece todo ano, a Motion Pictures Association (MPA) e a Writers Guild of America (WGA) realizam o concurso Melhores Roteiristas Brasileiros. Este ano, os contemplados foram Tomás Creus (Categoria Estudante Universitário, com o rcteiro Circe), Braulio Mantovani (Categoria Roteirista I, com o roteiro Cidade de Deus) e José Roberto Torero (Categoria Roteirista II, com o rcteiro Terra Papagalli). Eles ganharam uma passagem para Los Angeles, onde fizeram um curso intensivo de roteiro na WGA, visitaram os estúdios da Wamer Bros. e Paramount e participaram de um coquetel de homenagens - organizado por Steve Solot, vice-presidente da Motion Pictures Association (América Latina) - realizado na casa do Embaixador Jório da Gama, Cônsul Geral do Brasil.


12/12/1999 - A Academia Internacional de lmprensa já definiu o cronograma da entrega do Satélite de Ouro, prêmio que concede anualmente aos melhores do cinema, televisão e nova mídia Dia 2 de dezembro, membros da associação recebem cédulas para votar em 26 categorias. Quatorze dias após, serão anunciados os cinco finalistas por categoria e, um mês depois, em 16 de Janeiro de 2000, será realizada a grande festa da 4ª Premiação Anual dos Satélites de Ouro. A associação é composta por 240 jornalistas especializados na área de entretenimento.


12/12/1999 - Estão sendo exibidas no Teatro Argentina, em Roma, cópias restauradas de filmes de Fellini. A iniciativa é da fundação que leva o nome do cineasta e, depois da Itália, as cópias restauradas deverão ser vistas em vários outros países. Na reestréia de 8 1/2, a atriz italiana Sandra Milo – que interpreta a amante de Marcello Mastroianni – revelou que, por exigência do cineasta, teve de submeter-se à dieta para engordar antes de começar a filmar, em 1962. A próxima reestréia é Julieta dos Espíritos. Para o evento foram convidados Michelangelo Antonioni e Gillo Pontecorvo.


12/12/1999 - Os oportunistas, filme de Myles Connell protagonizado por Christopher Walken, ganhou o prêmio Leão Negro no Festival de Cinema Noir que terminou quinta-feira em Courmayeur, na França. O prêmio do público foi para Bringing Out the Dead, o novo filme de Martin Scorsese que tem no elenco Nicolas Cage.


11/12/1999 - Promoção nunca é demais. Este parece ser o lema de George Lucas, que prolonga o quanto pode a novela em torno da escolha do ator que viverá o jovem Anakin Skywalker na próxima seqüência de Star Wars, a ser rodada em janeiro de 2000. Boatos agora apontam o nome de Jesse Spencer, ator de 21 anos e pouquíssima experiência: em seu currículo consta apenas a atuação na novela Neighbors, feita na Austrália, sua terra natal, e exibida em vários países. Lucas, para variar, não nega. Nem confirma.


10/12/1999 - Beleza Americana, o novo filme de Kevin Spacey, foi eleito anteontem a melhor produção de 1999 pelo National Board of Review of Motion Pictures, tradicional premiação que precede o Globo de Ouro e o Oscar. Tudo Sobre Minha Mãe e Corra, Lola, Corra estão entre os cinco melhores filmes estrangeiros do ano, juntamente com East-West, Cabaret Balkan e The Emperor and the Assassin.


09/12/1999 - Reunida no Rio, na sexta-feira, a comissão de especialistas indicada pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura escolheu os cinco finalistas de seis categorias que vão concorrer ao Grande Prêmio Cinema Brasil. Embora já esteja sendo chamado de Oscar do cinema brasileiro, o Grande Prêmio Cinema Brasil na verdade tem um formato mais parecido com o do Globo de Ouro, o troféu da Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, pois seleciona produções de cinema e televisão.

O anúncio oficial dos indicados foi feito ontem em Brasília pelo secretário José Álvaro Moisés. Os cinco títulos selecionados na categoria principal, de melhor filme, são: Orfeu, Por trás do Pano, Amor & Cia., Um Copo de Cólera e O Primeiro Dia. Com exceção dos dois últimos, não chegam a representar o que de mais atraente e inovador foi produzido este ano no cinema brasileiro, embora Orfeu acumule, com a indicação entre os melhores filmes do ano, a de representante brasileiro que vai postular a nominação para o Oscar na categoria de melhor produção estrangeira.

Bem melhor foi a seleção dos títulos que concorrem ao prêmio de melhor filme estrangeiro do ano no País. Foi selecionada a nata: De Olhos bem Fechados, de Stanley Kubrick; Hana-bi, Fogos de Artifício, de Takeshi Kitano; Desconstruindo Harry, de Woody Allen; Festa de Família, de Tomas Winterberg, e Tudo sobre Minha Mãe, de Pedro Almodóvar. O filme do cineasta manchego foi indicado pela Espanha para concorrer à nominação para o Oscar. No fim de semana passado, Tudo sobre Minha Mãe também recebeu o grande prêmio da Academia Européia de Cinema, acrescentando a esse troféu os de melhor diretor, para Almodóvar, e melhor atriz, para Cecilia Roth.

Todos esses filmes e mais os indicados de outras 14 categorias serão levados ao colégio eleitoral de 400 integrantes, selecionados entre críticos, artistas e técnicos de todo o País. Eles terão até meado de janeiro para escolher os vencedores das 16 categorias que compõem o Grande Prêmio Cinema Brasil. A grande festa de encerramento, com o anúncio dos vitoriosos, será realizada na noite de 2 de fevereiro, em São Paulo, na Sala São Paulo da Estação Júlio Prestes. Na mesma solenidade, receberão homenagens especiais três importantes atrizes brasileiras: Fernanda Montenegro, Vera Fischer e Zezé Motta.

O prêmio, que já foi chamado de Grande Otelo, ganhou nova denominação depois que não houve acordo com a família do ator. O edital do Prêmio Grande Otelo já havia sido publicado até no Diário Oficial, o que originou protestos de escultores que haviam se candidatado à confecção do respectivo tróféu. Alguns deles se sentiram lesados pela inesperada mudança de rumos no meio do caminho e pelo menos um ameaça ir à Justiça contra a Secretaria do Audiovisual. O secretário José Álvaro Moisés defende-se dizendo que o problema todo foi a pressa. "Queríamos tanto criar o prêmio e achamos que seria uma homenagem tão justa e merecida a Grande Otelo que não imaginávamos que teríamos problemas com a utilização do seu nome".

Na categoria de direção, foram indicados: Carlos Reichenbach, por Dois Córregos (que não foi indicado entre os melhores filmes), Hector Babenco, por Coração Iluminado (que também não foi indicado para melhor filme), Walter Salles e Daniela Thomas, por O Primeiro Dia; Luiz Villaça, por Por trás do Pano, e Cacá Diegues, por Orfeu.

Concorrem ao prêmio de melhor ator: Murilo Benício, por Orfeu; MatheusNachtergaele, por O Primeiro Dia; Othon Bastos, por Mauá, o Imperador e o Rei; Marco Nannini, por Amor & Cia., e Daniel Dantas, por Traição. A escolha da melhor atriz será feita entre: Marília Pêra, por O Viajante; Júlia Lemmertz, por Um Copo de Cólera; Denise Fraga, por Por trás do Pano; Maria Luisa Mendonça, por Coração Iluminado, e Fernanda Torres, por O Primeiro Dia e Traição.


09/12/1999 - O tempo fechou durante a entrevista coletiva que Jim Carrey concedeu anteontem para divulgar seu novo filme, Man on the Moon, no hotel Four Seasons de Los Angeles. O ator, que na produção interpreta o comediante americano Andy Kaufman, já morto, perdeu a cabeça quando Bob Zmuda, velho amigo de Kaufman, irrompeu no local e protagonizou uma série de provocações. Irritado com os jornalistas que registravam a altercação entre ele e Zmuda, Carrey arrancou os gravadores de suas mãos e os quebrou no chão.


08/12/1999 - Mauá – O Imperador e o Rei, de Sérgio Rezende, Santo Forte, de Eduardo Coutinho, Por Trás do Pano, de Luís Villaça, e Orfeu, de Cacá Diegues, foram selecionados para o 2.º Mercocine – Festival de Cinema do Mercosul. O evento, a ser realizado de 20 a 27 de fevereiro em Punta Del Este, também contará com títulos da Argentina e Uruguai. O objetivo do festival, sem caráter competitivo, é promover política de integração cultural entre os realizadores cinematográficos do Mercosul.


07/06/1999 - Leonardo DiCaprio e Jodie Foster terão de riscar a Tailândia de seu roteiro de férias. DiCaprio foi declarado persona non grata pelo governo tailandês sob alegação de que The Beach, o filme que o ator rodou na Tailândia, divulga uma imagem negativa do país. Contra Jodie, a acusação é que o remake de O Rei e Eu, protagonizado pela atriz e também filmado na Tailândia, conteria cenas desrespeitosas ao rei Mongut, interpretado por Chow Yun Fat.


07/12/1999 - O diretor musical japonês Masaru Sato, conhecido por seus trabalhos nas trilhas sonoras dos filmes do diretor Akira Kurosawa, morreu anteontem, aos 71 anos, em Tóquio. A causa da morte não foi divulgada pela família do diretor. A estréia profissional de Sato ocorreu em 1952. A partir aí, dirigiu trilhas sonoras de várias obras de Kurosawa, entre elas Yojimbo, Sanjuro e O Barba Ruiva.


06/12/1999 - Pedro Almodóvar foi o grande vencedor do prêmio da Academia Européia de Cinema (ex-Félix), distribuído no sábado à noite numa cerimônia realizada no Teatro Schiller, em Berlim. Tudo sobre Minha Mãe, que também foi indicado como concorrente da Espanha à nominação do Oscar, ganhou nas categorias de melhor filme e atriz (Cecilia Roth). Também levou o prêmio de melhor filme do júri popular.

Ralph Fiennes foi melhor pelo filme de Istvan Szabó, Sunshine, que também ganhou nas categorias de melhor fotografia e roteiro. O melhor filme estrangeiro foi The Straight Story, de David Lynch. Tim Roth ganhou o prêmio Fassbinder de diretor-revelação por The War Zone e Wim Wenders um prêmio especial pelo documentário Buena Vista Social Club, sobre a música cubana.


06/12/1999 - Sylvester Stallone e a mulher, Jennifer Flavin, estão sendo processados por ex-empregados. Eles se queixam das exigências absurdas a que os dois os submetiam, como jamais encará-los, nunca lhes dirigir a palavra e revistar bolsas e bagagens de hóspedes para ver se não levavam nada "emprestado". Stallone e senhora negam tudo, mas não são os únicos famosos a ser alvo de fofocas envolvendo ex- colaboradores. Bruce Willis e Demi Moore contrataram habitantes da pequena Hailey, em Idaho, onde compraram casa, para intimidar estranhos curiosos. Já Tom Cruise e Nicole Kidman exigem que os empregados assinem contrato que estipula multas para infrações. Falar da vida do casal pode custar ao fofoqueiro US$ 50 mil.


06/12/1999 - Na sexta-feira será inaugurada na Sala Zitarrosa em Montevidéu a 1.ª Mostra de Cinema Radical, uma contundente seleção de títulos polêmicos. Serão exibidos A Estrada Perdida (David Lynch), Os Idiotas (de Lars von Trier), Velvet Goldmine (de Todd Haynes), Profundo Carmesí (Arturo Ripstein) e Romance (Catherine Breillat). Todos serão exibidos pela primeira vez no Uruguai.


06/12/1999 - O Brasil terá um representante no Cine Vegas, que começa hoje em Las Vegas. Dois Córregos, último trabalho de Carlos Reichenbach, foi selecionado para a mostra Noches de Los Latinos. O título acaba de passar pelo 23.º Festival Internacional do Cairo.


05/12/1999 - Os estúdios Universal lançaram uma página na Internet com informações sobre as bilheterias de seus filmes. O site www.Universal-boxoffice.com contém dados históricos e cifras internacionais. É a primeira vez que um grande estúdio coloca na Web detalhes sobre seus ganhos.


04/12/1999 - Woody Allen foi acusado de ter plagiado Fellini em seu último filme, Sweet and Lowdown. Mesmo antes da estréia, anteontem nos EUA, a produção já estava sendo criticada pela imprensa americana. "É como assistir a um remake de A Estrada", disse crítica publicada na revista New Yorker. Em Sweet and Lowdown, Sean Penn vive um músico de jazz que explora uma ingênua surda-muda. "A distinção entre homenagem e cópia nunca foi clara em Hollywood", acusou a revista.


04/12/1999 - A edição do ano 2000 do Sundance Film Festival terá 112 filmes e um número recorde de mulheres cineastas, anunciou nesta semana a organização do festival. O principal evento da produção independente mundial ocorre em Park City, Utah, de 20 a 30 de janeiro.


04/12/1999 - O dramaturgo alemão Bertolt Brecht não morreu de infarte – apontado como a causa oficial de sua morte–, mas de uma pericardite que não foi devidamente tratada por médicos da antiga Alemanha Oriental. É o que garante o cardiologista alemão Carl Schulten após pesquisar o assunto. Ele diz que a mentira que consta no atestado de óbito visa encobrir o erro médico.


03/12/1999 - William Shatner, o capitão Kirk da série Jornada nas Estrelas, enriqueceu

subitamente graças a um anúncio publicitário. O ator concordou em protagonizar a campanha para televisão de uma empresa da Internet, a Priceline, abrindo mão de seu cachê em troca de ações da companhia. Para surpresa de Shatner, as ações tiveram alta repentina e passaram a valer US$ 300 milhões. "Nunca ganhei tanto em toda a minha carreira de ator", comentou o novo milionário.


03/12/1999 - James Bond foi censurado por autoridades de Israel, que impuseram modificações no pôster do mais recente filme da série, O Mundo Não é o Bastante – considerado sexy demais para os padrões israelenses. A atriz Sophie Marceau, que no pôster original encostava-se em Pierce Brosnan de maneira insinuante, foi separada do ator na versão israelense, e em seus braços nus foram pintadas mangas longas.


02/12/1999 - Morreu na terça-feira no Rio o cineasta Carlos Hugo Christensen, argentino radicado no Brasil desde 1945. Em 1957, ele fez o primeiro filme brasileiro colorido em cinemascope, Meus Amores no Rio. Também levou o prêmio de melhor fotografia em Cannes, em 1951, por La Balandra Isabel Llegó Esta Tarde. Christensen tinha 85 anos e deixou um filme inacabado, A Casa de Açúcar. Trata-se da adaptação de um conto do livro A Fúria, da argentina Silvina Ocampo. É falado em português e espanhol. Ele fez 50 filmes em cinco países e foi homenageado no Festival dos Três Continentes, em Nantes, na França, em 96.


02/12/1999 - Leonardo DiCaprio e Gwyneth Paltrow são os atores mais supervalorizados do mundo, diz pesquisa que a revista Total Film fez com fãs de cinema. Apesar do êxito de DiCaprio em Titanic e do Oscar que Gwyneth levou por Shakespeare Apaixonado, os leitores que participaram da enquete acham que os astros precisam mostrar mais serviço – e talento – para fazer jus à fama e aos milhões que passaram a faturar desde então. Mas eles não estão sozinhos. Também fazem parte da lista dos supervalorizados os cineastas Steven Spielberg, George Lucas e Quentin Tarantino, divulgou a Total Film. A polêmica está lançada.


02/12/1999 - Quatro longas-metragens estão representando o Brasil na 23.ª edição do Cairo International Film Festival, que se estende até sábado no Egito. Foram selecionadas apenas produções dos anos 90: Dois Córregos, de Carlos Reichenbach, O Que é Isso, Companheiro?, de Bruno Barreto, O Toque do Oboé, de Cláudio MacDowell, e A Ostra e o Vento, de Walter Lima Jr.


01/12/1999 - Morreu na segunda-feira em Paris o cineasta norte-americano John Berry, aos 82 anos, em conseqüência de uma pleurisia (inflamação da pleura). Berry, militante da causa dos negros, dirigiu a peça Deep Are the Roots, em 1945, obra na qual - pela primeira vez na cena artística americana - uma mulher branca (Betsy Blair, na época mulher de Gene Kelly) beijava um homem negro na boca. Ex-assistente de Orson Welles e de Billy Wilder, ele dirigiu seu primeiro filme em 1945, Miss Susie Slagle's, com Lilian Gish no papel principal. Sua carreira de diretor foi interrompida pelo macarthismo depois de quatro filmes. Ele então se exilou na França, onde voltou a dirigir. Voltou aos Estados Unidos em 1963. Em 1974, teve Claudine indicado para o Oscar.


01/12/1999 - A aliança usada por Jodie Foster – que mantém discrição absoluta sobre sua vida privada – colocou a atriz no centro das atenções da imprensa americana. Na capa da revista W, ela aparece com aliança na mão esquerda. Segundo o New York Post, Jodie, de 37 anos, estaria comprometida com Cydney Bernard, de 46, produtora de filmes que, de acordo com o jornal, é sua companheira inseparável e usa aliança idêntica a da atriz. Diz o Globe que as duas se conheceram no set de filmagens de Sommersby, há cinco anos, e, desde então, são vistas juntas com freqüência – até no nascimento de Charles, o filho de Jodie, há um ano e meio. A atriz jamais divulgou o nome do pai da criança.


cad.gif (5243 bytes)