O CRIADOR

 




 

Ian Fleming

Neto de um banqueiro escocês, filho de um respeitado e conservador membro do parlamento inglês, estudante do tradicional Eton era, ainda assim um garoto problema, que vivia a sombra do avô rico, do pai famoso e do irmão talentoso. Nascido em 1908, sua desforra foi não só criar o agente mais famoso do mundo, mas de certa maneira viver parte de sua vida como ele. Ian separou-se de sua mãe e seu irmão – o pai, Valentine, foi morto na I GUERRA MUNDIAL – e decidiu que era o momento de partir para Áustria, onde concluiu os estudos. Tempos depois conseguiu um emprego de jornalista na agência de notícias Reuters. Viajou à Rússia para realizar reportagens e…espionagens. Seu avô, no entanto, cansou-se de mandar dinheiro e o chamou para trabalhar no banco da família. Nos anos 30, antes da II GUERRA MUNDIAL começar, ingressou no Serviço de Inteligência da Marinha Inglesa. Deu o nome de Goldeneye a sua propriedade em frente ao mar, em Jamaica.