OSCAR 1929


 Asas (Wings)

A Lei dos Fortes (The Racket)

Sétimo Céu (Seventh Heaven)



 Frank Borzage
por Sétimo Céu (Seventh Heaven)

Herbert Brenon
por Lágrimas de Homem – (Sorrell and Son)

King Vidor
por A Turba – (The Crowd)



 Emil Jannings
por A Última Ordem (The Last Command) e
por Tentação da Carne (The Way of All Flesh)

Richard Barthelmess
por Segredo da Morte (The Noose) e
por The Patent Leather Kid (The Patent Leather Kid)



 Janet Gaynor
por Aurora (Sunrise)
por Sétimo Céu (Seventh Heaven)
por Anjo da Ruas (Street Angel)

Louise Dresser
por A Outra Pátria (A Ship Comes In)

Gloria Swanson
por Sedução do Pecado (Sadie Thompson)



 Benjamin Glazer
por Sétimo Céu (Seventh Heaven)

Anthony Coldeway
por Glorious Betsy (Glorious Betsy)

Alfred Cohn
por O Cantor de Jazz (The Jazz Singer)



 Ben Hecht
por Paixão e Sangue (Underworld)

Lajos Biro
por A Última Ordem (The Last Command)


 Roy Pomeroy
por Asas (Wings)

Ralph Hammeras
Não associado a um título especifico

Nugent Slaughter
Não associado a um título especifico



 William Cameron Menzies
por A Tempestade (The Tempest)
por Mulher Cobiçada (The Dove)

Harry Oliver
por Sétimo Céu (Seventh Heaven)

Rochus Gliese
por Aurora (Sunrise)



 Charles Rosher
  Karl Struss
por Aurora (Sunrise)

George Barnes
por The Devil Danger (The Devil Dancer)
por Magic Flame (The Magic Flame)
por Chuva (Sadie Thompson)



Joseph Farnham
Não associado a um título especifico

Gerald Duffy
por The Private Life of Helen of Troy (The Private Life of Helen of Troy)

George Marion, Jr.
Não associado a um título especifico



Lewis Milestone
por Dois Cavaleiros Árabes (Two Arabian Knights)

Ted Wilde
por Speedy (Speedy)


 Fox Films
por Aurora ( Sunrise)

Metro-Goldwyn_Mayer
por A Turba – ( The Crowd)

Paramount Famous Lasky
por Chang (Chang)


 Charles Chaplin
Por sua contribuição à arte, versatilidade, genialidade,atuação, direção e produção do filme O Circo (The Circus)

Warner Bros.
Pelo pioneirismo na técnica de sonorização, revolução na indústria e produção de o Cantor de Jazz – The Jazz Singer, primeiro filme falado
e cantado da história do cinema.